O Conselho Fiscal da Agência Peixe Vivo reuniu-se, no dia 23 de junho, em Belo Horizonte (MG). O objetivo da reunião foi de apresentar as receitas e despesas de investimentos e custeio dos contratos de Gestão dos CBHs dos rios São Francisco e Velhas. Os dados foram apresentados pela diretora-geral da Agência Peixe Vivo, Célia Fróes.

Ainda durante a reunião, foi informado que teve início a cobrança pelo uso dos recurso hídricos na bacia do rio Pará. A primeira parcela, em torno de 700 mil reais já foi arrecadada pelo Estado.

Além disso, foi informado que a Peixe Vivo assumiu a função de delegatária do CBH Verde Grande, desde março de 2017. A Agência já articulou com a Agência Nacional de Águas (ANA) recursos para o custeio do CBH Verde Grande. Além disso, a Peixe Vivo está em busca de articulações para despesas de custeio para o CBH Rio Paraopeba.

Estiveram presentes o presidente do Conselho Fiscal da Agência Peixe Vivo, Odorico Pereira de Araújo, Tarcísio de Paula Cardoso da Associação Comunitária dos Chacareiros do Maravilha (ACONCHAMA), Maria de Fátima Guimarães Gouvêa da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES), e Berenice Santos da Agência Peixe Vivo.

Veja fotos da reunião